domingo, 1 de julho de 2007

Rapport neles


Os caminhos da vida profissional um dia me levaram a fazer um curso de Programação Neurolinguística (PNL). Segundo os realizadores, cura traumas, melhora qualquer perícia (seria bom que todo personagem de RPG tivesse isso), controla sensações, ajuda a memorização... enfim, um punhado de coisas, tudo através da auto-sugestão.

Como meu ceticismo nunca desliga, o valeu apenas como curiosidade. Era impressionante como alguns realmente visualizavam e sentiam com o poder da mente. Salvo pela parte de rapport.

Rapport significa a relação estabelecida entre duas ou mais pessoas. Para ter um bom rapport, a PNL ensina algumas técnicas. O objetivo é entrar na sintonia da pessoa. Para isso você deve fazer o mesmo tom de voz, gestos, postura corporal, respiração, piscada, palavras, etc. A explicação é que são gestos que ninguém se dá conta, mas são familiares para si mesmo.

Claro que deve evitar fazer uma sombra da pessoa que fica ridículo. Negócio é prestar atenção em tudo e transmitir a tua mensagem como a outra pessoa faria. Depois de um tempo em sintonia, o outro pode começar a seguir o teu comportamento.

Sabe aquelas três frases que tu troca com alguém e logo tem a sensação que não gostou da pessoa? É um rapport ruim. E vice-versa.

Parece meio mágica. Mas é real. Ferramenta muito útil. Quando vê, o entrevistado criou uma empatia tremenda contigo e começa a soltar a língua.

6 comentários:

Anônimo disse...

Oi,meu Lindo e os editores dessa cidade, que se diz tão maravilhosa,ja deixaram de ser tão preconceituosos e dar op devido valor oa Curitibocas?
Bjs Patrícia

Carol disse...

Olá pessoal, estou escrevendo porque fui vítima do rapport.
Um rapaz usou o rapport para me seduzir, demorei para perceber que estava apaixonada por mim mesma. Ele sempre concordava comigo,eu me sentia super à vontade com ele, era como se ele fosse a pessoa mais importante da minha vida. Sofri muito quando ele resolveu me dar o fora, fiquei anos para me livrar daquele sentimento de carinho por ele. Penso que essa técnica é muito perigosa, pode fazer com que as vítimas do rapport se sintam umas idiotas. Pra mim quem manipula os outros não tem caráter. Brincar com sentimentos é muito perigoso. Deve ser por isso que ocorrem tantos crimes passionais.

Gostaria de saber como faço pra me vingar , se alguém souber de como aplicar rapport em alguém que vive aplicando em pessoas inocentes me avise : carolmedeirosm@bol.com.br

João Varella disse...

Carol:

Não sou nenhum especialista no assunto, mas vamos lá.

Rapport não é nada tão drástico. A palavra vem do francês, que significa relação, ligação. Pode ter sido feito de maneira inconsciente.

Você nunca reparou que duas pessoas que se dão bem começam a partilhar dos mesmos hábitos, opiniões e gestos? Bem, isso é rapport. Existem técnicas para melhorar um pouco o relacionamento, mas a técnica em si não garante um relacionamento como esse que tu fala.

Esse rapaz deve ter um algo mais que você gostou.

No final você pede uma maneira de replicar ao rapport. Olha... eu não sei como. Recomendo que tu esqueça o cara e parta para outra, numa boa.

carolmedeirosm@bol.com.br disse...

OI, acho que vc não entendeu o que eu escrevi. Ele me fez acreditar em muitas mentiras, o algo mais que vc diz que ele tem, é apenas a inteligência dele usada para manipular as pessoas. Eu não quero mais nada com ele, mas adoraria ver ele se ferrar. Ele faz esse joguinho idiota até no serviço, sempre se dá bem.

Pra mim quem usa RAPPORT em pessoas inocentes é porque não tem capacidade de conquistar as pessoas, por seu próprio valor.

Penso que a verdade é sempre o melhor remédio pra tudo. A gente não precisa de Rapport e de outra técnicas safadas de manipulações. Estou falando das técnicas que os políticos usam pra manipular a massa.

Depois disso aprendi a reparar mais nas atitudes e não em palavras envolventes.

Anônimo disse...

I wish not concur on it. I regard as precise post. Particularly the title attracted me to study the whole story.

Anônimo disse...

Good fill someone in on and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Thank you as your information.