sábado, 11 de agosto de 2007

100 clássicos da literatura

"Quero ler um livro, qual me recomenda?" Essa foi a pergunta que motivou ao presidente da Academia Argentina de Letras, Pedro Luis Barcia, fazer uma lista das 100 obras clássicas da literatura universal, latinoamericana e de autores argentinos clássicos e contemporâneos.

Esta idéia, que nasceu há alguns anos atrás, concretizou-se ontem numa ação do Ministerio de Educação, Ciência e Tecnologia. A coletânea das 100 obras será distribuída em escolas de todo o país. É um total de 1.700.000 livros...

A lista inclui clássicos como "La Divina Comedia" e "El Quijote de la Mancha". Entre os autores, Jorge Luis Borges, Mario Vargas Llosa, Adolfo Bioy Casares, Oscar Wilde, Roberto Fontanarrosa, Miguel de Cervantes Saavedra, Quino, Pablo Neruda e William Shakespeare.

Eu acho a proposta simplesmente incrível. Um passo adiante na educação literária.

No seu amplo currículo, Pedro Luis Barcia também é professor emérito da Universidade Austral. Em suas aulas reina o silêncio e o respeito frente a tanto saber. Ele capta a atenção dos alunos com sua inteligência e precisão das palavras. Falando sério, da vontade de passar a vida estudando logo de uma aula de Barcia.

4 comentários:

Dedalus disse...

Pena que não conseguir encontrar a lista completa de obras, mas creio que não há nenhum brasileiro nela. Nem nela nem nas listas que aparecem "Os 100 livros que mais influenciaram a humanidade", de Martin Seymour-Smith, Ed. Difel, ou em "Como e por que ler", de Harold Bloom, ed. Objetiva. Não participamos de listas universais e não incentivamos a leitura, ao menos como os argentinos, que tem Borges e Quino: acho isso sintomático da qualidade da sociedade brasileira; ou não?

Ótimo blog o de vocês.

Um abraço!

Cecilia Arbolave disse...

Vou tentar conseguir a lista para conferir se tem autores brasileiros. Aliás, foi a mesma pergunta que João fez para mim quando lhe contei desta notícia.

Eu acho que aqui tem mais interesse pela leitura, ou pelo menos o hábito está mais incorporado à rotina das pessoas. Mas na real, quem sou eu para opinar? Eu ainda me sinto muito ignorante por não ter lido muitos autores clássicos tanto universais como argentinos...

Vou dar uma olhada no teu blog

Abraço!

daisy carvalho disse...

Quiero uma sugestão de autor argetino, Gaba não vale... hehe

Beijos joão e Ceci!
Bom domingo :)

Cecilia Arbolave disse...

Tem vários. Meu favorito é Cortazar. Procura em Google e vai encontrar alguns contos dele =)

Beijos