quarta-feira, 17 de outubro de 2007

1790 quilômetros longe de Curitiba

O post do João me fez pensar. Já vinha refletindo sobre o estado deste blog e por quê deixei de postar tanto quanto antes. Tudo começou no dia antes de eu voltar pra minha terra em que nós acordamos abandonar a regra de "um post por dia". Daí que este blog virou uma coisa mais sossegada.

Aqui na Argentina as coisas mudaram bastante. Voltei com minhas atividades, amigos e a falar o belo espanhol. Mesmo assim, confesso que misturo expressões brasileiras nas conversas cotidianas (é terrível!).

Nestes últimos meses me envolvi em alguns projetos meio freelances, e na semana que vem vou começar trabalhar numa revista.

Estou no último período da faculdade e em fevereiro serei Licenciada em Comunicação Social. Aliás, como já comentei a todo brasileiro que conheci, a universidade aqui é difícil. O tempo que temos que dedicar ao estudo é maior que no Brasil. Lá eu nem ligava com a faculdade. Gostava, mas a verdade é que não era uma preocupação. Minha experiência no intercâmbio em Curitiba, e a de João em Buenos Aires, dão prova disso. Aqui, metade do meu dia, como mínimo, é destinado à faculdade.

Compartilho com João as saudades do primeiro semestre. Lá a única (serio, a única!) preocupação era o livro. Mas vamos lá, mesmo tendo mais atividades, Curitibocas é a nossa meca. Já já chegaremos. Por enquanto, tentarei ficar mais ligada e atualizar o blog. Tomara que os leitores tenham compaixão do meu português, meio fraco estes dias...




pd: quem já escutou a entrevista na CBN?